Classificação

Por Edmar Assis e Danilo Moraes. Tecnologia do Blogger.

Artilharia

Postado por : Edmar Assis 01/03/2011



O Nottingham Forest viajou até Teesside para enfrentar o Middlesbrough, fazendo sua última partida atrasada e sonhando com uma vitória para encostar na vice-liderança. Mas o que se viu foi mais uma partida muito ruim do time de Billy Davies, que arrancou um empate aos 92' minutos, com Adebola.


O Middlesbrough começou com tudo e com apenas 10 segundos de jogo, obrigou Lee Camp a trabalhar, num chute perigoso de Julio Arca. O Forest tentou imprimir seu ritmo, mas era constantemente barrado pela forte marcação do Boro. Os Reds foram forçados a uma mudança no minuto 38, quando o lateral-esquerdo Joel Lynch sofreu uma lesão e foi substituído por Brendon Moloney. LeeCamp fez outra boa defesa quando Tony McMahon bateu no canto e, no rebote, Lita parou novamente no goleiro Norte Irlandês.


Mas o goleiro não pôde fazer nada quando Scott McDonald recebeu belo passe de Robson e bateu no canto, aos 51 minutos, 1-0. McDonald quase fez o segundo aos 64 minutos, mas foi frustrado por Camp mais uma vez após outro estrondoso tiro de pé esquerdo. Camp, que recentemente teve sinal verde para jogar na seleção da Irlanda do Norte, bloqueou um terceiro chute de Taylor 11 minutos depois. Pouco depois, o Boro reclamou pênalti num chute de Arca que bateu na mão de Gunther. 

A torcida do Boro já comemorava uma importante vitória quando McGoldrick descolou passe para Adebola, que bateu cruzado para empatar, 1-1. Decepção total da torcida do Boro, que segue assombrado pelo fantasma do rebaixamento. O time está apenas na 20ª posição com 37 pontos, embora ainda tenha um jogo a menos. Já o Forest comemora (em partes), o ponto conquistado, mas vê o Swansea abrir 3 pontos de vantagem na vice-liderança, além de ver também o líder QPR abrir 8 pontos. Muito ruim para um time que já foi "líder" pelos pontos perdidos.


Derby dá mais um vexame em casa e perde para Doncaster

Os torcedores que foram ao Pride Park na esperança de ver o Derby se recuperar depois da última vitória se decepcionaram mais uma vez com o time. Numa partida desastrosa em todos os sentidos, os Rams foram derrotados facilmente pelo Doncaster, o que causou a fúria da torcida com a direção do time e com o técnico Nigel Clough, colocando ponto final no casamento do filho de Brian Clough com a torcida que sempre o apoiou. Foi a QUINTA derrota seguida em casa do Derby.

O Derby não mostrou nada de interessante desde o começo, mas apenas aos 41 minutos  vexame começou, nas mãos do artilheiro Billy Sharp, fazendo 1-0. No início do 2º tempo, Sharp ampliou e fez começar a ira dos torcedores, que gritavam "you don't know what you're doing" (você não sabe o que está fazendo), em altos brados, para um desolado Nigel Clough. Aos 71 minutos, Mills fez um humilhante 3-0, e os torcedores imediatamente se retiraram do estádio. Poucas pessoas viram o gol de Davies aos 90 minutos, fazendo 1-3. 

A vitória do Doncaster Rovers encerrou sua série de seis jogos sem vencer e alivia as preocupações de rebaixamento. Já o Derby está oito pontos acima da zona de rebaixamento com um apenas uma vitória em seus últimos 10 jogos na liga.


Pompey vence e respira mais aliviado

O Portsmouth sofreu, mas bateu o Scunthorpe em casa por 2-0, com gols de Mokoena e Kitson e deu adeus a qualquer possibilidade de rebaixamento, e fazendo a festa da torcida que gritou "Yes, we can" ao fim do jogo, pois o time subiu para uma ótima 12ª posição com 47 pontos, e está a 7 da zona dos play-offs. Nada mal para um time que flertava com o rebaixamento há poucas rodadas atrás. Já os Irons, mesmo mostrando evolução, seguem na zona da degola, 4 pontos atrás do Palace, mas com um jogo a menos.

Home ---------------------- Política de Privacidade ---------------------------------------------------------------------------------------------------- Championship Brasil 2018. Todos os direitos reservados ------- Designed by Edmar Assis