Por Edmar Assis e Danilo Moraes. Tecnologia do Blogger.

Classificação

Artilharia

Postado por : Edmar Assis 21/11/2012


Chegou ao fim uma novela que deixou os fãs do Leeds apreensivos. O grupo privado de investimentos GFH Capital, localizado no Bahrein, confirmou a compra do Leeds United e, após a aprovação da Football Association, vai controlar 100% do clube. O atual proprietário Ken Bates permanecerá como presidente até o final da temporada.

Na última quinta-feira, as duas partes revelaram que um acordo tinha sido alcançado e que os documentos relevantes foram sendo passados ​​para a FA. A aquisição vai terminar um longo período de incerteza que começou no final de maio, quando o clube de Elland Road revelou que eles estavam em negociações de investimento.

Bates acrescentou: "Neil Warnock continuará como técnico, com mais apoio do que os atuais proprietários foram capazes de dar e estamos ansiosos para uma transição suave. Uma coisa eu posso dizer: O Leeds United se beneficiou das negociações, e este namoro de seis meses deu a GFH Capital a oportunidade de ver os pontos fortes e fracos que precisam ser estudados."

Hisham Alrayes, diretor da GFH Capital disse: "Estamos muito satisfeitos em poder anunciar a assinatura deste acordo histórico com um dos melhores clubes de futebol na Inglaterra. Esta é uma oportunidade fantástica para levar um clube tão grande de volta para onde ele pertence." Após a derrota de 1-0 domingo para o Millwall, o Leeds está apenas em 18º lugar na tabela, olhando mais para a parte de baixo do que para a parte de cima da tabela, atualmente. O clube ainda está vivo na Capital One Cup, e enfrentará o Chelsea pelas quartas de final.

A venda do clube é parecida com a que aconteceu ao Nottingham Forest no início da temporada, quando o clube foi adquirido por uma família do Kuwait. Compreensivelmente, a venda dá esperanças a torcida do Leeds, que sofre co os maus resultados da equipe, e vem protestando contra o atual, Ken Bates, que pouco investiu no clube nas últimas temporadas.

Porém, é necessário ter paciência. O grupo de comprou o clube não é conhecidona Inglaterra, e não se sabe se farão grandes investimentos a curto prazo na contratação de jogadores. A transição, como a que acontece com o Forest, deve ser devagar, mas também pode significar um  novo tempo de glórias e esperança para o Leeds.

Além dos Whites e do Forest, o Cardiff é outro clube que tem donos asiáticos (da Malásia)

Home ---------------------- Política de Privacidade ---------------------------------------------------------------------------------------------------- Championship Brasil 2019. Todos os direitos reservados ------- Designed by Edmar Assis