Classificação FINAL

Por Edmar Assis e Danilo Moraes. Tecnologia do Blogger.

Artilharia

Postado por : Unknown 26/07/2014


NomeMiddlesbrough Football Club
Apelido: Boro
EstádioRiverside
Presidente: Steve Gibson
Técnico: Aitor Karanka
Última temporada: 12º (Championship)

Contratações: Tomás Mejías (Real Madrid, valor não revelado), Enrique Garcia (Real Murcia, £3,5 milhões).

Dispensas: Marvin Emnes (Swansea City, £1.5 milhão), Matthew Bates (Hartlepool United, free), Matthew Dolan (Bradford City, free), Jayson Leutwiler (Shrewsbury Town, free), Stuart Parnaby (Hartlepool United, free), Frazer Richardson (Rotherham United, free), Birger Meling, Jake Fowler, Cameron Park, Lewis Sirrell, Matthew Waters (todos dispensados), Lukas Jutkiewicz (Burnley, £1,5 milhão).

Pelo quinto ano consecutivo o Boro jogou a Championship em 2013/2014, depois de um melancolico 2012/2013, e o que vimos de mais importante na temporada que passou foi a troca do técnico Tony Mowbray (ex-ídolo do clube nos anos 80), que não conseguiu ao longo de três anos chegar nos play-offs, pelo inexperiente Técnico Aitor Karanka (ex-zagueiro da seleção espanhola e do Real Madrid) que deu prosseguimento aos resultados pífios do seu antecessor culminando em mais uma campanha de meio de tabela.

A pergunta que fica após duas campanhas consecutivamente insossas do tradicional Boro, é o que está faltando para o clube dar um passo a frente e brigar pelo acesso? qual a(s) resposta(s) seriam adequadas: 
  • A falta de um elenco de qualidade e com profundidade para aguentar uma longa e difícil caminhada de quarenta e seis rodadas;
  • A falta de um técnico com currículo e conhecimento da competição;
  • Ou um planejamento mal feito e escolhas bem duvidosas da direção do clube.
Creio que a resposta mais coerente para este caso, seriam todas as opções colocadas. Um clube que claramente se acomodou com a disputa da Championship, refletida nas cautelosas e nada animadoras declarações do Técnico Karanka durante a pré-temporada. Também deve-se ressaltar negativamente a política de contratações do clube, até o momento muito inexpressiva, se resumindo na contratação em definitivo do goleiro Tomás Mejías do Real Madrid B e na chegada do atacante Kike Garcia vice-artilheiro da Segunda Divisão Espanhola pelo obscuro Real Murcia.


Se poucos chegaram para reforçar o elenco, doze jogadores saíram. O Middlesbrough reforçou seus cofres com as vendas dos atacantes Emnes e Jutkiewickz por £1,5milhões cada, não renovou o contrato dos experientes Parnaby e Richardson (este não deixou saudades no clube) e dispensou vários jogadores que foram pouco ou nenhuma vez utilizados. Como diz o ditado "tudo o que está ruim ainda pode piorar" o principal jogador do Boro o winger ganês Adomah tem proposta de clubes da Premier League e de outras Ligas e pode sair.

Com um cenário como este, o torcedor do Middlesbrough terá que rezar bastante para que o clube se mantenha no meio de tabela, pois a persepectiva de um clube que não tem grandes destaques ofensivos e que não possui alternativas decentes para as laterais e o meio de campo é brigar para ficar no meio da tabela.

Provável time base da temporada (4-4-2): Mejías; K.Omeruo, Woodgate, R.Williams, Friend; Leadbitter, Whitehead, Adomah (Smallwood), Carayol; Kike Garcia, L.Williams.








Home ---------------------- Política de Privacidade ---------------------------------------------------------------------------------------------------- Championship Brasil 2019. Todos os direitos reservados ------- Designed by Edmar Assis