Classificação

Por Edmar Assis e Danilo Moraes. Tecnologia do Blogger.

Artilharia

Postado por : Edmar Assis 04/05/2015


A temporada 2014/2015 da Championship, a mais equilibrada dos últimos anos, chegou ao final com a consagração de Watford e Bournemouth, à espera do vencedor dos playoffs entre Boro, Norwich, Brentford e Ipswich, e com os rebaixamentos de Millwall, Wigan e Blackpool. Enquanto 20 clubes entram de férias, e outros 4 se concentram na busca pela última vaga na Premier League, hoje o Championship Brasil traz sua tradicional Seleção da Temporada, eleita pela equipe do site, que tem como objetivo "premiar" os melhores jogadores da temporada, e também acertar algumas injustiças em relação à eleição oficial da PFA. Vamos aos nomes, ordenados no esquema 4-3-3.

GOLEIRO: Heurelho Gomes (Watford)


O goleiro brasileiro ex-Cruzeiro e PSV é nome indiscutível na lista de melhor goleiro da Championship. Antes desacreditado por algumas falhas e muito tempo no banco do Tottenham, Gomes chegou ao Watford como incógnita, mas logo superou as desconfianças e se tornou ídolo da torcida, pelas espírito de liderança, pela experiência que passa a um elenco com jogadores de várias nacionalidades e, claro, com grandes defesas, várias delas espetaculares e inacreditáveis, que ajudaram a garantir a volta do Watford (e do próprio Gomes) para a Premier League. E como é bom ver um brasileiro brilhando na Championship!

Menções honrosas: Marcus Bettinelli (Fulham) e Bartosz Bialkowski (Ipswich)

LATERAL-DIREITO: Simon Francis (Bournemouth)


O setor direito do campeão Bournemouth foi peça chave para que o time pudesse fazer a campanha espetacular que fez, e o lateral direito Simon Francis foi um dos responsáveis por isso. Apoiando com Matt Ritchie o ataque (23 assistências somadas de ambos) e fazendo boa temporada defensivamente, Francis se destacou muito, e agora vai tentar manter seu lugar como titular nos Cherries na disputa da Premier League.

Menção honrosa: Luke Chambers (Ipswich)

ZAGUEIRO: Daniel Ayala (Middlesbrough) 


Mesmo sofrendo com lesões durante toda a temporada, a eleição de Ayala foi unânime. O zagueiro ex-Liverpool fez excelente temporada pelo Boro, ajudando o time a ter a melhor defesa disparada da competição, com apenas 37 gols sofridos em 47 jogos. A atuação do jogador contra o Norwich fora de casa na reta final do campeonato foi digna de entrar para a história, e Ayala é peça chave na luta do Boro pelo título dos playoffs. Só espera-se que as lesões não continuem atrapalhando a carreira desse ótimo zagueiro de 25 anos.

ZAGUEIRO: Russell Martin (Norwich)


Pouco se falou de Russell Martin na temporada, mas o experiente zagueiro de 29 anos do Norwich fez por merecer estar na seleção da temporada, pelas boas atuações defensivas e pelos importantes gols marcados que ajudaram os Canaries a conseguirem uma vaga nos playoffs. O Norwich teve a terceira melhor defesa com 48 gols sofridos.

Menções honrosas: Tommy Elphick (Bournemouth) e Tom Lees (Sheffield Wednesday)

LATERAL-ESQUERDO: George Friend (Middlesbrough)


Foi uma eleição apertada, mas Friend venceu Tyrone Mings do Ipswich, pelas seguras atuações defensivas que deram tanta força ao Boro, e também pelo Fair Play: Friend, de 28 anos, cumpriu a primeira suspensão DA CARREIRA por excesso de cartões na última rodada da Championship. A onipresença de Friend em campo foi importante, mesmo com uma atuação ofensiva um pouco menor em relação a outros laterais.

Menção honrosa: Tyrone Mings (Ipswich)

VOLANTE: Bradley Johnson (Norwich)


Outra eleição unânime. Bradley Johnson fez uma temporada fenomenal, e foi o jogador mais importante do Norwich na Championship: foram 15 gols, vários deles importantíssimos, principalmente no clássico contra o Ipswich (que vai se repetir nos playoffs), muitos gols pra um meia que jogou mais como segundo volante. Com ótima visão de jogo, chutes potentes, e sempre como um elemento surpresa de suma importância dentro da área, Johnson será a peça mais importante na luta dos Canaries pelo acesso via playoffs.

MEIA: Alex Pritchard (Brentford)


Mais uma eleição apertadíssima envolvendo Michail Antonio, Grant Leadbitter e Harry Arter, mas a espetacular temporada do Brentford, conseguindo a vaga nos playoffs, e os importantes gols de falta do jovem meia Alex Pritchard (inclusive no último jogo contra o Wigan) deram a ele a presença nesta seleção. O meia, emprestado pelo Tottenham, marcou 12 gols, e formou ótimo trio de meias com Alan Judge e Jota Peletero, que também merecem menções honrosas. Os Bees vão pegar o Boro nos playoffs, e pra essa pedreira pela frente, terão que contar muito com dois jogos inspirados de Pritchard.

MEIA: Matt Ritchie (Bournemouth) 
*MELHOR JOGADOR DA TEMPORADA


Melhor jogador da temporada nesta eleição. Matt Ritchie foi um verdadeiro demônio nesta Championship, e participou de nada menos do que 32 (TRINTA E DOIS) dos 98 gols que o Bournemouth marcou na Championship, com 15 gols e 17 assistências. A visão de jogo, os chutes de fora e a incrível liderança pro ainda jovem meia de 25 anos foram incríveis, e merecem toda a reverência possível. Aqui tentamos corrigir uma das maiores injustiças dos tempos recentes, já que Ritchie não ficou nem entre os 3 melhores da temporada na eleição oficial da Championship (Patrick Bamford ganhou). Embora Troy Deeney também fez muito pra merecer esse prêmio, o título do Bournemouth, e as atuações decisivas de Ritchie na parte mais importante da temporada deram o merecido título de melhor de todos ao meia dos Cherries.

Menções honrosas: Michail Antonio (Nottingham Forest), Harry Arter (Bournemouth) e Grant Leadbitter (Middlesbrough)

ATACANTE: Daryl Murphy (Ipswich) 


Artilheiro mor da temporada com excelentes 27 gols, Daryl Murphy foi o grande responsável pela participação dos Tractor Boys nos playoffs pela primeira vez desde 2005. Pra se ter uma ideia, a melhor temporada dele até então tinha sido em 06/07, com DEZ gols pelo Sunderland. Com um faro de gol apuradíssimo, geralmente fazendo seus gols após cruzamentos vindos das laterais, Murphy será fundamental para que o Ipswich possa bater de frente contra o arqui-rival Norwich, pra tentar uma vaga na final dos playoffs em Wembley

ATACANTE: Callum Wilson (Bournemouth)


Boa parte das 17 assistências de Matt Ritchie foram para os gols de Callum Wilson. O atacante chegou ao clube vindo do Coventry, com a missão de substituir Lewis Grabban vendido ao Norwich, e fez isso com gala: foram 20 gols na temporada, muitos pênaltis forçados, e muitos zagueiros irritados pela velocidade e os dribles do ainda jovem atacante de 23 anos, com muito futuro pela frente. Não sendo o típico centro-avante paradão, Wilson fez excelente dupla com Kermorgant, e juntos aterrorizaram as defesas adversárias.

ATACANTE: Troy Deeney (Watford)


Nome indiscutível não só nesta lista como deveria ser na de outras temporadas também. Há tempos sobrando como um dos grandes jogadores da Championship, Troy Deeney negou uma proposta do QPR no início da temporada pra ficar no Watford pra tentar o acesso, e seus 21 gols na temporada contribuíram bastante pra isso. Capitão, ídolo e quase um semideus em Watford, Deeney com seu jeito parrudo e às vezes encrenqueiro a cada vez mais vai se mostrando um atacante diferenciado, com excelente faro de gol e posicionamento pra deixar a si mesmo e aos companheiros na cara do gol, e fez um trio absolutamente infernal com Matej Vydra e Odion Ighalo, o último que também poderia tranquilamente figurar por aqui. Agora finalmente na Premier League, Deeney terá sua grande chance de mostrar o futebol que o consagrou na segunda divisão.

Menções honrosas: Odion Ighalo (Watford), Rudy Gestede (Blackburn) e Patrick Bamford (Middlesbrough)

TÉCNICO: Eddie Howe (Bournemouth)


Nem precisa dizer porque né? O jovem técnico de 37 anos tirou o Bournemouth da 4ª divisão, montou um elenco fortíssimo e invejável, não tanto por nomes conhecidos mas pelo tanto de bola que cada um dos jogadores do seu time joga, e conseguiu um título memorável e inesquecível. Mas agora o desafio é muito maior: comandar esse time na Premier League, com um bom aporte financeiro, mas com nenhuma experiência na primeira divisão. Competência pra isso Eddie Howe já mostrou que tem.

Menção honrosa: Mick McCarthy (Ipswich)

SELEÇÃO DA TEMPORADA:


Parabéns aos eleitos! E você, concorda com nossa seleção? Deixe sua opinião nos comentários!


Home ---------------------- Política de Privacidade ---------------------------------------------------------------------------------------------------- Championship Brasil 2018. Todos os direitos reservados ------- Designed by Edmar Assis