Classificação

Por Edmar Assis e Danilo Moraes. Tecnologia do Blogger.

Artilharia

Postado por : Edmar Assis 21/07/2015


NomeBrighton & Hove Albion Football Club
Apelido: The Seagulls
Presidente: Anthony Bloom
Técnico: Chris Hughton
Última temporada: 20º (Championship)

ENTRAM
  • Tomer Hemed (Almeria, £980,000)
  • Liam Rosenior (Hull City, free)
  • Joe Ward (Chelmsford City, free)
  • Gaetan Bong (Wigan, free)
  • Niki Maenpaa (VVV-Venlo, free)
SAEM
  • Shamir Fenelon (Crawley Town, free)
  • George Cole (dispensado)
  • Cam Wiltshire (dispensado)
  • Jimmy Muitt (dispensado)
  • Aaron Hughes (Melbourne City, free)
  • Paddy McCourt (Luton Town, free)
O tempo de vacas gordas passou em Brighton, e o torcedor dos Seagulls quer esquecer o mais rápido possível o pesadelo que foi a última temporada pro seu clube. O Brighton brigou contra o rebaixamento durante todo o campeonato, e só se salvou nas últimas rodadas, passando bem longe de mostrar o bom futebol de outras temporadas recentes, que quase os levaram à Premier League. Até a média de público, que costumava ser a maior da Championship caiu, e a torcida está cada vez mais desanimada. Pra temporada que se inicia, as contratações também não são lá muito empolgantes, e o futuro não será tranquilo no litoral.

Chegam o atacante israelense Tomer Hemed, do Almeria (de onde também veio Leonardo Ulloa, que fez muito sucesso), e o atacante vai tentar repetir o sucesso do argentino, pra tentar solucionar o grande problema do Brighton na última temporada, que foi a falta de gols. O zagueiro Liam Rosenior chega de graça do Hull, o jovem atacante Joe Ward chega pra ser usado mais na base, o (fraco) lateral esquerdo Gaetan Bong chega após ser rebaixado com o Wigan, e o pouco conhecido goleiro finlandês Niki Maenpaa chega pra brigar pela titularidade.


Pelo menos as saídas também não são muitas. O time não perdeu nenhuma "peça chave" e, pelo menos por enquanto, deve jogar com um time bem parecido com o que terminou a temporada passada, embora o zagueiro Lewis Dunk esteja sendo bastante especulado no Fulham. A grande força e aposta do Brighton são os jovem Rohan Ince, e Jake Forster-Caskey, presenças constantes em convocações de base da seleção inglesa. O meia Dale Stephens, em forma, é sempre uma arma importante. Faltam aparecer os gols, já que Chris O'Grady ficou devendo bastante, o que pode melhorar agora com Hemed.

Provável time base (4-4-2): Stockdale; Calderon, Dunk, Rosenior, Bennett; Stephens, Ince, Kayal, Forster-Caskey; Lua-Lua, Hemed.

Previsão Championship Brasil: Briga contra o rebaixamento

Home ---------------------- Política de Privacidade ---------------------------------------------------------------------------------------------------- Championship Brasil 2018. Todos os direitos reservados ------- Designed by Edmar Assis