Classificação

Por Edmar Assis e Danilo Moraes. Tecnologia do Blogger.

Artilharia

Postado por : Edmar Assis 29/07/2017

Nome: Leeds United Football Club
Apelido: The Whites
Estádio: Elland Road
Presidente: Andrea Radrizzani
Técnico: Thomas Christiansen
Última temporada: 7º (Championship)

CHEGAM:
  • Pontus Jansson (Torino, £3.49 milhões)
  • Hadi Sacko (Sporting B, £1.70 milhão)
  • Mateusz Klich (FC Twente, £1.45 milhão)
  • Felix Wiedwald (Werder Bremen, £425k)
  • Vurnon Anita (Newcastle, Free)
  • Caleb Ekuban (Chievo Verona, valor não revelado)
  • Samu Sáiz (Huesca, £2,98 milhões)
  • Ezgjan Alioski (FC Lugano, valor não revelado)
  • Matthew Pennington (Everton, empréstimo)
SAEM: 
  • Jordan Botaka (Sint-Truiden, Free)
  • Ross Turnbull e Billy Whitehouse (dispensados)
  • Lewie Coyle (Fleetwood Town, empréstimo)
  • Charlie Taylor (Burnley, Free)
  • Luke Murphy (Burton Albion, empréstimo)
  • Alfonso Pedraza (Villarreal CF, fim de empréstimo)
  • Giuseppe Bellusci (dispensado)
  • Marco Silvestri (Hellas Verona, valor não revelado)
O Leeds fez uma ótima temporada 2016/2017 e quase, quase foi aos playoffs. Algumas derrotas dolorosas (como pro Burton), deixaram um gosto amargo na boca dos fanáticos torcedores que, ao mesmo tempo que ficaram felizes por ver o clube sair do marasmo e finalmente brigar lá em cima, também tiveram uma dupla decepção: além de perder a vaga nos playoffs, ainda viram o rival Huddersfield subir. 

Só que a temporada se foi, 2017/2018 bate à porta e boa parte do motivo do Leeds ter  brigado lá em cima foi embora: Garry Monk pediu demissão e deixou o clube para treinar o Middlesbrough. E não é a única coisa que muda nos Whites, pois dois dias antes da saída de Monk, o empresário italiano Andrea Radrizzani comprou a parte de Massimo Cellino e assumiu o controle do clube. O novo diretor disse que aceitou "relutantemente" a demissão do treinador, e ninguém sabe exatamente se a saída de Monk teve a ver com a troca na direção.


Os tempos são outros agora, e Thomas Christiansen, dinamarquês que fez um bom trabalho no APOEL Nicosia do Chipre, é o novo treinador, com total apoio e benção do novo dono. Christiansen assume um time que já provou ter muito potencial, e caberá a ele mostrar as suas qualidades em um campeonato tão difícil quanto a Championship. E pra ajudá-lo nisso, o Leeds foi ao mercado, e já gastou por volta de 10 milhões de Libras.

E foram boas contratações: o zagueiro Pontus Jansson foi comprado em definitivo após ter ido bem no período de empréstimo, e terá a ajuda do jovem e promissor Matthew Pennington, emprestado pelo Everton; Chegam também os meias Samu Sáiz, Mateusz Klich e Ezgjan Alioski, além do rodado Vurnon Anita, que pode jogar na lateral ou no meio. O goleiro Felix Wiedwald chega pra substituir Marco Silvestri, que após ter poucas chances na última temporada deixou o clube. A contratação mais ofensiva é a do ganês Caleb Ekuban, que cjhega pra dar uma ajuda ao artilheiro Chris Wood.

É difícil prever como o Leeds se comportará depois de tantas mudanças gerenciais. A expectativa geral é que o time brigue pelo acesso. O que ninguém quer ver é o clube voltar ao marasmo.

Provável time pra temporada (4-2-3-1): Green; Ayling, Cooper, Jansson, Berardi; Anita, Klich; Hoofe, Hernandez, Dallas; Wood.

Previsão Championship Brasil: Briga por playoffs

Home ---------------------- Política de Privacidade ---------------------------------------------------------------------------------------------------- Championship Brasil 2018. Todos os direitos reservados ------- Designed by Edmar Assis