Classificação

Por Edmar Assis e Danilo Moraes. Tecnologia do Blogger.

Artilharia

Postado por : Edmar Assis 01/08/2018


Está chegando a hora! Após muitos dias de férias, uma bela Copa do Mundo pra assistir, e muitas e muitas negociações no mercado, a nossa querida Championship está de volta para a temporada 2018/2019. No último mês, deixamos vocês a par das expectativas de todos os 24 clubes, um por um, analisando as chegadas e saídas e prevendo o que será a temporada. Agora é hora de analisar outra coisa! A Championship é conhecida por ser um celeiro de jovens craques, e separamos 10 nomes, de 10 diferentes clubes, para acompanharem bem de perto durante todo o campeonato. São jogadores jovens e extremamente promissores, de quem com certeza ouviremos falar muito nos próximos anos. Fique de olho!

1: Ezri Konsa (Brentford): Uma das grandes esperanças de renovação da seleção inglesa em relação a zaga é Ezri Konsa. Com apenas 20 anos, filho de pai congolês e mãe angolana, o zagueiro fez sua estreia pelo Charlton, um tradicional formador de grandes craques, com só 18 anos e logo de cara demonstrou ser diferente. Mesmo não sendo dos mais altos (1.83m), Konsa é rápido, bom no jogo aéreo e ótimo nas interceptações. O zagueiro fez parte do plantel inglês que foi campeão da Copa do Mundo sub-20 e do Torneio de Toulon, e foi contratado nessa janela pelo Brentford, chegando com status de titular num clube que costuma dar muita atenção aos jovens.


2 - Mason Mount (Derby County): Esse você deve usar até uma lupa pra acompanhar BEM de perto! Mason Mount é mais um dos vários jogadores emprestados pelo Chelsea para times da Championship, mas o jovem meia de apenas 19 anos é considerado a grande promessa sub-19 dos Blues. Inteligente com a bola nos pés, versátil, com bom chute e um passe excelente, Mount esteve emprestado na temporada passada ao Vitesse (HOL), e participou diretamente de 23 gols, com 14 tentos e 9 assistências, deixando ótima impressão. Mount também foi campeão europeu sub-19 com a seleção da Inglaterra, sendo considerado o melhor jogador do torneio. Quando Frank Lampard assumiu o comando do Derby, não titubeou ao convencer seu clube do coração a emprestar o jovem futuro craque aos Rams, e Mount deve fazer uma dupla de respeito com o também jovem Harry Wilson, da base do Liverpool. Não sera surpresa se ouvirmos o nome de Mason Mount com destaque na Premier League em alguns anos.


3 - Trevoh Chalobah (Ipswich): Reconhece o sobrenome? Trevoh Chalobah, da base do Chelsea (uau!) é irmão de Nathaniel Chalobah, que fez algum sucesso pelo Watford na Championship há algumas temporadas, e tem como principal característica a versatilidade, já que pode jogar na zaga (posição principal), na lateral direita e no meio campo defensivo. Chalobah esteve com Mason Mount e outros jovens conhecidos no título europeu sub-19 da Inglaterra, e foi emprestado ao Ipswich nesse mercado de verão. Nascido em Serra Leoa e com nacionalidade inglesa, Chalobah impressiona pela altura (1,90m) pela pela qualidade com a bola nos pés pra sair jogando, algo que sempre foi valorizado no Ipswich.


4 - Bailey Peacock-Farrell (Leeds): O único goleiro dessa lista. Peacock-Farrell tem só 21 anos, mas já rodou por vários clubes emprestado desde que assinou seu primeiro contrato profissional com o Leeds em 2015. Farrell assumiu o gol dos Whites em Março após vários jogos ruins do titular Wiedwald, num jogo contra o campeão Wolves - o time perdeu por 3-0, mas poderia ter tomado uma goleada antológica se não fosse pelo goleiro, que levou o prêmio de melhor em campo. Depois disso, Farrell não saiu mais do time, e assumiu a camisa 1 em definitivo. Com 1.92m, Farrell tem uma boa agilidade e sabe sair bem do gol, algo vital pra qualquer goleiro na Championship. O norte-irlandês já foi convocado pra sua seleção recentemente, e será um dos pilares do novo Leeds treinado por Marcelo Bielsa.


5 - Emiliano Buendía (Norwich): O meia argentino com nacionalidade espanhola Emiliano Buendía foi comprado pelo Norwich junto ao Getafe pra tentar preencher a lacuna deixada pela venda de James Maddison ao Leicester. Buendía se destacou na temporada passada na segunda divisão da Espanha pelo Leonesa, onde marcou seis gols e deu 13 assistências, e também fez 3 partidas pela seleção sub-19 da Espanha. Jogando preferencialmente pelo centro do campo, Buendía é aquele típico meia argentino, baixinho, habilidoso e com bom passe, e é nisso que o técnico Daniel Farke confia, embora não deva começar como titular absoluto nos Canaries. O clube também pensa a longo prazo que Buendía, jogando como um verdadeiro 10, possa substituir bem Wes Hoolahan, que deixou o time após muitas temporadas.


6 - Ben Brereton (Nottingham Forest): Dos 10 da lista, é o que já tem melhores números na Championship, e no qual se deve ficar mais de olho. Benjamin Anthony Brereton, de 19 anos, é não só a grande revelação do Nottingham Forest nos últimos anos, mas uma das grandes esperanças da excelente base da seleção Inglesa. Podendo jogar tanto pela direita do ataque como centroavante, Brereton foi uma das poucas coisas boas que saíram dos Reds na última temporada, e já caiu nos braços da torcida com muita disposição e boa colocação no ataque. O jovem marcou 6 gols na última temporada num time que fazia pouquíssimos gols, e deve ser fundamental na campanha ambiciosa do Forest pra essa temporada - com mais contratações de bons jogadores, mais gols e boas atuações devem vir por aí. Brereton é presença certa na seleção sub-19 da Inglaterra, onde foi campeão europeu em 2017. Olho forte no garoto!


7 - Ryan Ledson (Preston North End): O meia Ryan Ledson, de 20 anos, é de Liverpool e formado na base do Everton, de onde saiu em 2016 pra jogar no pequeno Oxford United. Após uma primeira temporada marcada por lesões, Ledson assumiu a camisa 8 do time na temporada passada e tomou conta do meio campo. Com ótima visão de jogo e bons passes, Ledson fez excelente campanha na League One, e terminou a temporada levando os prêmios de melhor jogador jovem, melhor jogador da temporada e gol da temporada pelo Oxford. Ledson foi contratado nessa janela pelo Preston, um time que reconhecidamente sabe dar espaço aos jovens, e pode ser importante para as pretensões dos Lilywhites. Ledson também fez (e faz) parte de todas as divisões de base da Inglaterra.


8 - Ebere Eze (Queens Park Rangers): Talvez o jogador mais empolgante de se ver com uma bola no pé dessa lista é o meia Ebere Eze. Nascido em Londres e com ascendência nigeriana, Eze apareceu pro futebol já mais pro final da última temporada, quando as coisas meio que se arrastavam no QPR. Ian Holloway deu a chance, e o jovem de 20 anos não desperdiçou, mostrando uma capacidade impressionante de dominar o meio campo central, com um nível de acertos de passes altíssimo e muita qualidade com a bola. Eze vem fazendo uma pré-temporada de encher os olhos e, a não ser que o novo técnico Steve McClaren enlouqueça, deve ser titular e fundamental na campanha dos Hoops na Championship. Não a toa o garoto já pegou a camisa 10 pra si. Eze deve optar por jogar na seleção da Nigéria, embora as boas atuações que prometem vir possam fazer as sobrancelhas dos scouts da seleção inglesa se levantarem.


9 - Joel Asoro (Swansea): No meio de 46 rodadas de pesadelo do Sunderland na última temporada, a única coisa boa que a torcida viu foi o nascimento pro futebol do atacante Joel Asoro, e ele já foi embora. Sueco de ascendência ganesa, Asoro também teve sua chance mais pro fim da temporada, e se destacou num jogo contra o forte Fulham, onde marcou um gol e foi um dos melhores em campo. Rápido e extremamente forte, mesmo com pouca altura (1.76m), Asoro chamou a atenção de Graham Potter já quando ele treinava o Ostersunds de seu país natal, e o treinador não hesitou em levá-lo para o Swansea, que vem rejuvenescendo seu elenco de forma bem interessante após o rebaixamento para a Premier League.


10 - Leonardo da Silva Lopes (Wigan): O português Leonardo da Silva Lopes promete ser uma das grandes atrações da Championship jogando pelo Wigan. Com 19 anos e 1,68m de altura, Silva Lopes tem o físico muito parecido com N'golo Kanté (guardadas as devidíssimas proporções, claro!), e brilhou na última League One pelo Peterborough, onde jogou praticamente todos os jogos da temporada como titular. Silva Lopes também pode jogar mais ofensivamente, mas prefere o meio campo defensivo, onde pode formar uma boa dupla com Sam Morsy, embora não deva ser usado como titular imediatamente. Com uma velocidade impressionante na interceptação e bom nas roubadas de bola, Silva Lopes pode ajudar muito a alimentar o ataque dos Latics, que tem boa saída pelas pontas e uma boa referência com Will Grigg. O jovem já faz parte da seleção de base de Portugal.

A temporada 2018/2019 vai começar! Acompanhe as rodadas em tempo real, escalações, resultados e a tabela em nosso Twitter!

Home ---------------------- Política de Privacidade ---------------------------------------------------------------------------------------------------- Championship Brasil 2018. Todos os direitos reservados ------- Designed by Edmar Assis