Classificação

Por Edmar Assis e Danilo Moraes. Tecnologia do Blogger.

Translate

Postagens


A Championship não começou ontem! A história do nosso querido campeonato se funde com a da própria Football League, que teve seu início no longínquo ano de 1888, e é a competição de formato de liga mais antiga do futebol mundial. O formato da Championship como conhecemos hoje começou em 2004 - contando com 24 times que disputam o título em modo de pontos corridos em um total de 46 rodadas, onde os dois primeiros colocados sobem direto para a Premier League, e o 3º, 4º, 5º e 6º colocados ao final da temporada disputam os play-offs, em que os vencedores de cada jogo vão para a final e o vencedor da final, que acontece no Estádio de Wembley, também é promovido a Premier League, e os 3 últimos são rebaixados para a EFL League One. Mas antes disso, existia a Division II, que tem MUITA história, e que já teve a presença de todos os grandes clubes ingleses. Vamos a um pouco dessa riquíssima história.

A FOOTBALL LEAGUE

A Football League é uma competição com clubes de futebol profissional da Inglaterra e do País de Gales. Fundada em 1888, é a mais antiga competição do futebol mundial no formato de liga. A Football League foi o campeonato de futebol de nível superior na Inglaterra desde a sua fundação no século 19 até 1992, quando os melhores 22 clubes à época se separaram para formar a famosa Premier League. A Football League tem sido associada a um patrocinador desde 1983  - como este patrocinador mudou ao longo dos anos, a liga também tem sido conhecido por vários nomes. Atualmente, ele é chamada de Sky Bet Football League.


Desde 1995, a Football League conta com 72 clubes uniformemente divididos em três divisões, que são conhecidos como Championship, League One e League Two, com 24 clubes em cada divisão. O acesso e o rebaixamento entre essas divisões é uma característica central da Liga, e tem como objetivo permitir que os clubes melhores colocados na Championship troquem de lugar com os clubes pior colocados na Premier League, e os rebaixados da League Two alternam com os clubes melhores colocados da Conference (5ª divisão), integrando assim a Football League no sistema inglês de futebol. 

O INÍCIO DE TUDO

Após quatro anos de debates intensos e acalorados, a Football Association inglesa finalmente permitiu o profissionalismo do futebol em 20 de Julho de 1885. Antes dessa data, muitos clubes pagavam quantias em dinheiro aos jogadores "profissionais" para aumentar a competitividade de suas equipes, quebrando as regras da FA e despertando o desprezo daqueles clubes que respeitavam as leis do código do futebol amador.

Um diretor do Aston Villa, William McGregor, foi o primeiro a expor uma ideia para trazer alguma ordem a um mundo caótico, onde os clubes pudessem realizar seus próprios jogos em forma de liga, juntamente com várias competições em forma de taça. Em 02 de março de 1888, McGregor escreveu para o comitê de seu próprio clube, Aston Villa, bem como aos do Blackburn Rovers, Bolton Wanderers, Preston North End, Stoke e West Bromwich Albion, sugerindo a criação de uma competição de liga que iria fornecer um número de partidas garantidas para seus clubes a cada temporada. Sua ideia pode ter sido baseada em uma descrição de uma proposta de um início de campeonato de futebol americano universitário, divulgado na mídia inglesa em 1887, que declarou: "seriam tomadas medidas para formar uma nova liga de futebol... consiste em um campeonato contendo dois jogos entre cada duas faculdades que compõem a liga".

Estátua de William McGregor na entrada do Villa Park, estádio do Aston Villa

A primeira reunião foi realizada no Anderton Hotel em Londres, em 23 de março de 1888, na véspera da final da FA Cup. A Football League foi formalmente criada e nomeada em Manchester em uma nova reunião, em 17 de Abril daquele mesmo ano no Royal Hotel. O nome "The Football Association" foi proposto por McGregor, mas esta era muito parecida com a já famosa "Rugby Football Union". Em vez disso, o nome "The Football League" foi proposto pelo Major William Sudell, representando o Preston, e rapidamente foi aclamado. A primeira temporada da Football League começou alguns meses depois, em 08 de setembro de 1888 com 12 clubes membros da região de Midlands e do Norte da Inglaterra: Accrington, Aston Villa, Blackburn Rovers, Bolton Wanderers, Burnley, Derby County, Everton, Notts County, Preston North End, Stoke (rebatizado de Stoke City em 1926), West Bromwich Albion e Wolverhampton Wanderers.

A evolução dos logos da Football League

Cada clube jogou contra o outro duas vezes, uma vez em casa e uma vez fora, e 2 pontos foram atribuídos por uma vitória e 1 por empate. O Preston North End ganhou o primeiro título da liga sem perder um jogo, e completou o primeiro “double” da história, tendo igualmente ganho a Copa da Inglaterra. Em 1890, o Stoke não participou do campeonato, e foi substituído para a temporada 1890-1891 pelo Sunderland, que ganhou a liga em seu segundo, terceiro e quinto ano. O Stoke voltou para a temporada de 1891-1892, juntamente com o extinto Darwen, para elevar o campeonato para 14 clubes.

Preston North End, Aston Villa e Sunderland dominaram os primeiros anos da Football League; nas primeiras quatorze temporadas os únicos outros clubes que venceram a Football League e puderam se gabar de ter  títulos nacionais foram Everton, Sheffield United e Liverpool.

A ADIÇÃO DA SEGUNDA DIVISÃO

A nova Division II foi formada em 1892 com a absorção de clubes de outros condados ingleses: Nottingham Forest, Wednesday (que mais tarde virou Sheffield Wednesday) e Newton Heath (mais tarde, Manchester United) foram adicionados à nova Division II, e o extinto Darwen foi realocado para o novo campeonato. Com a adição de Northwich Victoria, Burslem Port Vale (mais tarde Port Vale) e Sheffield United, a Division II começou com 12 clubes. A Segunda Divisão aumentou para 15 clubes na temporada 1893-1894 com a adição do Liverpool of Lancashire, Middlesbrough Ironopolis, Newcastle United, Rotherham City e Woolwich Arsenal (mais tarde Arsenal), que se tornou a primeira equipe do sul da Inglaterra a competir na Football League.


Accrington, rebaixado da Football League, e o extinto Bootle deixaram a liga. Para a temporada seguinte (1894-1895) houve um aumento pra 16 clubes com a adição de Bury, Leicester Fosse (mais tarde Leicester City), Burton Wanderers e Lincoln City FC, enquanto Northwich renunciou a sua participação, e o Middlesbrough Ironopolis foi extinto.

O acesso e rebaixamento automáticos de dois clubes foi introduzido da Division II em 1898. Neste ponto da história, ambas as divisões da Football League (I e II) foram ampliadas para dezoito times, com a adição de Barnsley, Burslem Port Vale, Glossop e New Brighton Town para a Segunda Divisão.

OS GIGANTES


LIVERPOOL: Na temporada 1954/1955, o Liverpool disputou a Division II, nossa atual Championship, após ter sido rebaixado na temporada anterior em 22º lugar na Division I. Foi a primeira participação dos Reds na segunda divisão desde 1905. Naquele campeonato, o time terminou em 11º, e o gigante mundial ainda amargaria mais 7 temporadas fora da primeira divisão.

Em pé: Roy Saunders, Tom McNulty, Ray Lambert, Laurie Hughes, Dave Underwood, Tony Rowley, Geoff Twentyman, Frank Lock, Jimmy Payne.

Agachados: Arthur Rowley, Brian Jackson, Eric Anderson, Louis Bimpson, John Evans, Billy Liddell, Alan A' Court.


MANCHESTER UNITED: Na temporada 1974/1975, o gigante Manchester United disputou a Division II pela última vez. Os Red Devils haviam sido rebaixados em 1973/1974 de forma pra lá de dramática, perdendo em casa pro maior rival, o Manchester City, com gol de Denis Law, até hoje uma lenda no United, que causou revolta da torcida e invasão do gramado de Old Trafford, à época. O time terminou a temporada em 21º, sendo rebaixado junto com Southampton e Norwich.

Disputando a Championship pela primeira vez desde 1937/1938, o United fez uma temporada tranquila, com 26 vitórias e apenas 7 derrotas, e foi o campeão. Apenas 11 anos depois, Alex Ferguson chegava ao clube para assumir o cargo de manager, e transformou o Manchester United no maior campeão inglês de todos os tempos (20 títulos), e num dos maiores clubes da Europa.


CHELSEA: A temporada 1988/1989 foi extremamente marcante pro futebol inglês. Em 15 de abril de 1989, 96 torcedores do Liverpool morreram no desastre de Hillsborough, que revolucionou a segurança dos torcedores nos estádios ingleses. Naquela mesma temporada, o Arsenal ganhou o título da primeira divisão de forma dramática, ao vencer o Liverpool em Anfield por 2-0, com um gol nos acréscimos. Também em 89, Brian Clough encerrava um "jejum" de 9 anos sem títulos, ao vencer a Copa da Liga com o Forest, batendo o Luton Town na final por 3-1.

E foi nesta temporada que o Chelsea disputou a Championship pela última vez. Os Blues haviam sido rebaixados em 87/88 de forma dramática, na 18ª posição com 42 pontos, atrás de Charlton e West Ham no saldo. Portsmouth, Oxford e Watford acompanharam o time no rebaixamento. Na Division II, os Blues foram absolutos, e conquistaram o título da segunda divisão pela 2ª vez com 99 pontos, 17 pontos a frente do Manchester City e 18 a frente do Crystal Palace, que também conseguiram o acesso. Foram apenas 5 derrotas na competição.

O time retornou pra elite, e de lá não saiu mais. Em 2003, o Chelsea foi comprado pelo bilionário russo Roman Abramovich, e se tornou um dos clubes mais poderosos da Europa. Desse tempo em diante, o Chelsea conquistou 4 títulos da Premier League (é o atual campeão), uma Champions League em 2012, e uma Europa League, em 2013.


MANCHESTER CITY: Duas vezes campeão da Premier League nos últimos 3 anos, e hoje um dos times mais ricos e poderosos da Europa, o Manchester City ainda é, junto com o Leicester, o maior campeão da Championship, com 7 títulos. A última vez que os Citizens disputaram a Championship (naquela época, Division I) foi na temporada 2001/2002, já no formato de disputa igual ao atual. O time havia sido rebaixado em 18º na temporada 00/01, junto com Coventry e Bradford.

Na Championship, o City foi campeão com sobras, fazendo 99 pontos, com 31 vitórias. O time era treinado por Kevin Keegan, jogava no antigo Maine Road, e tinha no elenco jogadores como Stuart Pearce, Paul Dickov, Shaun Wright-Phillips, além de Shaun Goater, um atacante de Bermudas que fez 32 gols na temporada.


ARSENAL: Os Gunners podem se gabar de ser o clube inglês há mais tempo na primeira divisão; O Arsenal não disputa a segunda divisão desde a temporada 1914/1915, quando ainda era conhecido como Woolwich Arsenal. De 1915 a 1920 não houve campeonato devido a Primeira Guerra Mundial, e o Arsenal voltou à primeira divisão na temporada 1919/1920, já então conhecido como Arsenal, hoje um dos maiores clubes da Europa.

1992 - A GRANDE MUDANÇA 

Em 1992, grandes mudanças aconteceram no futebol inglês. Naquele ano, os melhores 22 clubes à época se separaram para formar a famosíssima Premier League, que hoje é considerado o maior campeonato de liga do mundo. Com isso, a então Division I, que era o campeonato de primeira divisão virou a Segunda Divisão, e a Division II virou a 3ª divisão. No entanto, após a formação da Premier League, tornou-se cada vez mais difícil para os clubes recém-promovidos estabelecerem-se na primeira divisão. Considerando que as equipes recém-promovidas outrora normalmente sobreviveram por pelo menos algumas temporadas na antiga Primeira Divisão, agora era comum que pelo menos um clube recém-promovido fosse rebaixado em linha reta de volta da Premier League para a Division I.

Destaques dos 22 clubes fundadores da Premier League

Nas nove temporadas que se seguiram a formação da Premier League, pelo menos um clube recém-promovido sofreu este destino - e na temporada de 1997-98 aconteceu à todas as três equipes recém-promovidas. Houve exceções, no entanto; incluindo o Blackburn Rovers, que foram promovidos à Premier League no ano de sua formação e foram campeões, um ano depois, e o Newcastle United, que foi promovido em 1993 e terminou entre os seis primeiros nas quatro temporadas seguintes, terminando vice-campeão duas vezes.

A tendência dos clubes rebaixados em conquistar o acesso instantâneo de volta à primeira divisão continuou, no entanto. Nas 12 temporadas seguintes da formação da Premier League, houveram apenas três temporadas em que nenhum dos times recém rebaixados não conseguiu ganhar um retorno imediato à Premier League.

O fosso cada vez maior entre as duas principais divisões do futebol Inglês em grande parte pode ser atribuído ao aumento da riqueza dos clubes da Premier League e da riqueza adquirida por esses clubes - combinado com pagamentos de “pára-quedas” nas temporadas seguintes ao rebaixamento - também tornou mais fácil para muitos deles conquistar rapidamente a promoção de volta à primeira divisão, fato que acontece até hoje.

Na Inglaterra, os grandes também caem...
Apesar da prosperidade econômica entre 1992 e 2004, muitos clubes da Football League se depararam com problemas financeiros durante este tempo, embora nenhum deles foi forçado a sair da Liga. Estes incluem Oxford United, Luton Town, Sheffield Wednesday, Nottingham Forest, Portsmouth, Bradford City e Leicester City. Alguns destes clubes foram confrontados com problemas financeiros, como resultado da perda de receita resultante do rebaixamento da Premier League, e do fracasso para voltar a elite, bem como o colapso da ITV Digital em 2002. 

Logo após o final da temporada 2001-02, O Wimbledon, famoso clube do sul de Londres, recebeu permissão para se deslocar para Milton Keynes, cerca de 70 milhas de sua casa tradicional. A deslocalização nesta escala sem precedentes no futebol Inglês levou a maioria dos torcedores do clube a se juntarem para formar um novo clube, o AFC Wimbledon.

2004 - A TRÊS DIVISÕES


A temporada 2004-05 foi a primeira em que as três divisões da Football League foram renomeadas. A Segunda Divisão (Division I), Terceira Divisão (Division II) e Quarta Divisão (Division III) foram renomeadas como Championship, League One e League Two respectivamente. A Coca-Cola substituiu a Nationwide Building Society como patrocinador das competições. De 2010 a 2013, a NPower adquiriu os direitos, e em 2013, a Sky Bet deteve os naming rights, os quais possue até 2018.

Lista dos campeões (desde 2004)

Lista dos campeões dos playoffs (desde 2004)

O DIFERENCIAL

Ao contrário da maioria das outras ligas na Europa, nenhum clube inglês conseguiu manter-se sempre presente na Football League durante os 104 anos de sua existência como a primeira divisão do país. O Everton foi quem chegou mais próximo, sendo rebaixado apenas duas vezes, e o time de Liverpool continua a ser um dos dois únicos clubes em Inglaterra a jogarem mais de 100 (CEM!) temporadas na primeira divisão, junto com o Aston Villa.








Home ---------------------- Política de Privacidade ---------------------------------------------------------------------------------------------------- Championship Brasil 2018. Todos os direitos reservados ------- Designed by Edmar Assis