Por Edmar Assis e Danilo Moraes. Tecnologia do Blogger.

Classificação

Artilharia

Postado por : Edmar Assis 24/01/2012


Guerreiro. Essa é a melhor palavra para definir o time do Cardiff, que hoje recebeu o Crystal Palace no jogo de volta da semi-final da Carling Cup. Depois de perder o jogo de ida por 1-0, os Bluebirds contaram com um bom jogo coletivo e a força de sua torcida pra vencer por 1-0 no tempo normal, e fechar a dramática classificação nos pênaltis por 3-1. Agora, o time de Gales pega Liverpool ou Manchester City na grande final em Wembley. É o primeiro time Galês a chegar à final da Carling.

Precisando de gols e com o apoio de sua torcida, o Cardiff começou o jogo com tudo e não demorou quase nada pra explodir a festa no CC Stadium. Aos 7', Blake deu belo passe pra Conway na área, o atacante cruzou, Gardner tentou afastar e mandou pro próprio gol, 1-0. Uma pena para o zagueiro que fez o gol da vitória em Londres e o da derrota em Gales. O Cardiff, animado pelo gol, partiu com tudo pra cima. Contando com a partida inspirada de Wittingham e Conwie, o time martelou o Palace no campo de defesa durante todo o primeiro tempo. Os Eagles eram perigosos em contra-ataques, principalmente com a velocidade de Zaha.

Na volta do segundo tempo o roteiro não mudou. A pressão interminável do Cardiff continuou, e por muito pouco o Palace não tomou o segundo gol em chutaço de Kenny Miller de fora da área. Aos 78', o zagueiro McCarthy  foi expulso pelo segundo amarelo, complicando ainda mais a situação já doída do Palace. A pressão foi até o último segundo, quando o árbitro Howard Webb (que finalmente não complicou uma partida) apitou o fim de jogo, um clima de decepção invadiu o CC Stadium, pela necessidade de uma prorrogação. Prorrogação que foi bem fraca, pois os times estavam claramente exaustos. Na melhor chance do jogo, Gunnarson recebeu bola depois de bate rebate e explodiu o travessão. Fim de prorrogação e pênaltis para decidir a vaga. E foi aí que um "vilão" da primeira partida brilhou...

O goleiro Tom Heaton falhou no gol do Palace em Londres, mas se redimiu nos pênaltis. Na primeira cobrança, Kenny Miller bateu por cima do gol e perdeu. Mas, em seguida, Easter bateu o Heaton foi no cantinho pra fazer bela defesa. Conway fez o gol na sequência, e Scanell bateu pra outra boa defesa do herói do dia, Tom Heaton. Gestede fez 2-0 batendo com categoria, e Jedinak fez 2-1. Wittingham fez 3-1, fazendo com que a próxima cobrança fosse a decisiva. E foi. Paul McShane bateu e isolou, pro delírio da torcida do Cardiff nas arquibancadas e pra festa dos jogadores e do técnico Malky Mackay. O Cardiff está na final em Wembley.

Gols e pênaltis no site da ESPN, em: Cardiff 1(3)-0(1) Crystal Palace

Home ---------------------- Política de Privacidade ---------------------------------------------------------------------------------------------------- Championship Brasil 2019. Todos os direitos reservados ------- Designed by Edmar Assis