Por Edmar Assis e Danilo Moraes. Tecnologia do Blogger.

Classificação

Artilharia

Postado por : Edmar Assis 02/02/2012


Chegamos ao final de mais uma movimentada Janela de transferências na Inglaterra. Embora sem grandes bombas e sem muitas contratações de peso, os times da parte de cima da tabela se reforçaram bastante em busca do acesso á Premier League. Já os times que lutam contra o rebaixamento ficaram devendo demais e, além de pouco contratar, perderam peças importantes para o restante da temporada.

O maior exemplo do caso acima é o Nottingham Forest. os Reds, em péssimo lugar na tabela (penúltimo) perderam um dos pilares da sua zaga, o zagueiro Wes Morgan, para o Leicester. Os modestos reforços que chegaram foram anunciados minutos antes do fim da janela: os defensores Danny Higginbotham, do Stoke, e Scott Wootton, do Man.United. E nada mais. Muito pouco para um clube que tenta se salvar da League One cada vez mais perto. Outros exemplos são o Doncaster, que perdeu seu principal jogador, Billy Sharp, para o Southampton e agora vai ter que se virar com El-Hadji-Diouf no ataque. O lanterna Coventry perdeu Lukas Jutkiewicz para o Boro e não trouxe ninguém para seu lugar.

Dos times de meio da tabela, o Leicester continuou soltando dinheiro aos quatro ventos, trazendo Wes Morgan de Nottingham, Nathan Delfouneso do Aston Villa e Danny Drinkwater do Man.United, melhorando ainda mais seu grande e qualificado (e decepcionante) plantel. Derby County, Ipswich, Barnsley, Palace, Portsmouth, Peterborough, Watford, Hull City e Burnley não fizeram grandes contratações e não perderam quase ninguém (tirando o Watford que vendeu Martin Sordell ao Bolton e do Barnsley que perdeu Vaz Te), mantendo-se como "espectadores". O Brighton fez boas aquisições em sua parte defensiva, trazendo a dupla Joe Mattock e Gonzalo Jara do West Brom.

O Leeds tentou melhorar seu plantel com apostas. O bom meia Andros Towsend chegou do Tottenham, e o time trouxe Fabian Delph de volta por empréstimo. O Reading trouxe o rodadíssimo Jason Roberts para comandar o ataque. O Blackpool trouxe Roman Bednár para completar o experiente ataque com Kevin Phillips e Gary Taylor-Fletcher. O Birmingham, embora em grande fase, perdeu dois jogadores importantes para o esquema tático e ainda não se sabe como ficará sem Jean Beausejour, que foi para o Wigan, e principalmente sem o zagueiro Liam Ridgwell, que foi para o West Brom. O Middlesbrough trouxe Jutkiewicz de Coventry para melhorar seu já bom ataque com Scott McDonald. O Cardiff não gastou dinheiro nesta janela, e também não perdeu jogadores, mantendo sua base forte.

Mas foi entre os líderes que as libras rolaram soltas. O Southampton trouxe Billy Sharp de Doncaster com um belo golpe silencioso, fazendo um ataque invejável com Rickie Lambert. Os Saints trouxeram também o bom meia Japonês Tadanari Lee para auxiliar Lallana e Guly nas ações ofensivas. O West Ham anunciou e cumpriu: iria às compras e foi o que aconteceu. os Hammers trouxeram o promissor meia Ravel Morrison do Manchester United, e deu um belíssimo up em seu ataque com as contratações de última hora de Ricardo Vaz Te, grande destaque do Barnsley na temporada, e com a grande contratação da janela: Nicky Maynard, talvez o melhor atacante da Championship, chega aos West Ham por £2,25 milhões junto ao Bristol City, deixando o West Ham com um belíssimo setor de ataque.

Com o fim da janela, agora nos resta saber se as novas contratações darão aos times a força necessária para alcançarem seus objetivos, seja eles qual forem...

Home ---------------------- Política de Privacidade ---------------------------------------------------------------------------------------------------- Championship Brasil 2019. Todos os direitos reservados ------- Designed by Edmar Assis