Por Edmar Assis e Danilo Moraes. Tecnologia do Blogger.

Classificação

Artilharia

Postado por : Edmar Assis 05/08/2012


Nome: Brighton & Hove Albion Football Club
Apelido: The Seagulls
Estádio: American Express Community Stadium
Presidente: Tony Bloom
Técnico: Gus Poyet
Última temporada: 10º (Championship)


Contratações: Tomasz Kuszczak (Manchester United, valor não revelado), Bruno Saltor (Valencia, free agent); Wayne Bridge (Manchester City, empréstimo); Andrew Crofts (Norwich, valor não revelado)

Vendas/Dispensas: Alan Navarro (Swindon, free transfer)

O Brighton voltou a disputar a Championship na última temporada e não fez feio. O time liderou o campeonato por boa parte do primeiro turno, mas perdeu força na reta final do campeonato, lutando pelos play-offs, mas acabaram ficando em 10º, vendo os companheiros de acesso da League One, o Southampton, conseguir a vaga. Mas quem pensa que isso abalou o clube está muito enganado.

Depois de muitas crises, o presidente Tony Bloom assumiu e mudou totalmente a estrutura dos londrinos. Com um trabalho sólido e muita estrutura , o time voltou à Championship sob a batuta do jovem e carismático técnico Gus Poyet, que goza de total confiança dos jogadores e, principalmente, da torcida. E se na última temporada o time já fez uma boa campanha, esta temporada promete ser muito especial. Muitos especialistas em Championship (inclusive nós) acreditam que o Brighton é o melhor time por enquanto da Championship e o maior favorito para o acesso. Entendamos porquê.

AMEX Stadium. Um dos mais bonitos da Inglaterra e casa do Brighton

Gus Poyet tem um time muito jovem, e isso fez com que, na hora de decidir, o Brighton perdesse força. Para reverter isso, o time buscou bons nomes no mercado, que podem dar grande experiência ao grupo e formar uma base sólida e homogênea ao elenco. Pra começar, o goleiro Tomasz Kuszczak chega depois de estar emprestado ao Watford, tendo muitos anos de experiência no Manchester United. Outra grande contratação foi a do lateral Bruno, que deixou o Valencia da Espanha e afirmou que foi para o Brighton por um pedido pessoal de Poyet, trazendo toda sua bagagem internacional. Outro lateral que chega com boas expectativa é Wayne Bridge, que mais uma vez é emprestado pelo Manchester City e tenta retomar seu bom futebol.

O meia Crofts retorna ao clube depois de 5 temporadas no Norwich, também trazendo boa experiência na Premier League. E, como a única perda até agora é a do zagueiro Alan Navarro, o time fica muito forte e sai na frente dos outros. A dúvida é se Craig Mackail-Smith continua no clube. Contratado como grande esperança de gols junto ao Peterborough, o atacante escocês não deslanchou e fez apenas 10 gols no clube. O Leeds aparece como interessado, e uma declaração de Gus Poyet, dizendo que o time deve ir atrás de mais um ou dois atacantes, deixa transparecer que o jogador pode mesmo ser negociado.

O meia espanhol Vicente segue sendo a grande esperança de bons jogos para o clube. O jogador chegou como estrela e fez uma temporada regular, marcada por algumas lesões. Se voltar a jogar o que sabe, mesmo com a idade, pode ser extremamente decisivo ao já bom elenco dos Seagulls. Com a torcida apoiando e um dos mais lindos estádios da Inglaterra, o mínimo que se espera do Brighton nesta temporada são os play-offs. Mas o time larga como o maior favorito ao título

Time-base da temporada: Kuszczak; Saltor, Greer, Dunk, Bridge; Bridcutt, Crofts, Vicente, Buckley; Mackail-Smith e Barnes.

*Créditos de parte do texto para Jober Gooner, dono da comunidade Premier League no Orkut  

Home ---------------------- Política de Privacidade ---------------------------------------------------------------------------------------------------- Championship Brasil 2019. Todos os direitos reservados ------- Designed by Edmar Assis