Por Edmar Assis e Danilo Moraes. Tecnologia do Blogger.

Classificação

Artilharia

Postado por : Edmar Assis 09/02/2013

Bolton 2-1 Burnley (Davies 66', N'Gog 81'; Edgar 55')

O Bolton estava feriado, em má fase, e todos sabiam que o jogo contra o Burnley, em casa., era de vida ou morte pra evitar a aproximação da zona de rebaixamento. E, apoiados por quase 20.000 pessoas, que transformaram o Reebok Stadium num caldeirão, os Trotters sofreram e suarem, mas venceram o Burnley, de virada, por 2-1, se afastando um pouco do risco de rebaixamento. Foi a primeira vitória em 2013 do time.

O jogo foi nervoso para o Bolton, que dominou as ações e a posse de bola, mas pecou nas finalizações. As melhores chances eram em cobranças de escanteio de Jay Spearing, que colocou na cabeça do zagueiro Craig Dawson três vezes;na melhor delas, o zagueiro cabeceou forte e o goleiro Grant fez uma defesa espetacular. O Burnley pouco ameaçou o gol de Bogdan até o intervalo.

Porém, na volta do intervalo, os fantasmas voltaram a assolar o Bolton: Aos 55', McCann fez boa tabela co Wallace, que cruzou para Edgar completar pro gol quase vazio, 0-1. Balde de água fria na torcida. Torcida que vaiou as substituições de Dougie Freedman, que tirou De Ridder e Sordell para colocar Craig Davies e David N'Gog. Os fãs acharam que dois centro-avantes não faria o time se recuperar no jogo. Doce engano.

Porque aos 66', Lee Chung-Yong fez boa jogada individual pela ponta esquerda e tocou para Craig Davies bater firme pro gol, 1-1. A partir daí, a torcida foi junto com o time e transformou o estádio num grande caldeirão em busca da vitória. Pouco depois do gol, o zagueiro Marcos Alonso obrigou o goleiro Grant a fazer outro milagre em cabeçada na linha do pênalti.

E, aos 81', o estádio explodiu de vez: O Bolton pressionou a saída de bola e fez o Burnley errar, Jay Spearing roubou a bola de Lafferty e tocou para N'Gog tirar a marcação e soltar uma pancada, sem a menor chance para o goleiro, 2-1. Com a vitória, o Carnaval será feliz em Bolton, já que o time finalmente vence, e agora é o 17º colocado, mas ainda somente 3 pontos  acima da zona de rebaixamento. Jáo Burnley perde a grande chance de se aproximar dos play-offs, e cai para 9º, com 43 pontos


Sean O'Driscoll "vinga" o Forest, Bristol vence e sonha com a fuga

Bristol 2-0 Nottm.Forest (Davies 50', Elliott 62')

No reencontro de Sean O'Driscoll com o Nottingham Forest, de onde foi demitido inexplicavelmente no Boxing Day, melhor para o treinador. Jogando ofensivamente e aproveitando os erros defensivos do rival, o Bristol venceu por 2-0 e diminuiu a diferença para o último time fora do rebaixamento para apenas 3 pontos.

O Forest teve tudo pra sair na frente no primeiro tempo, quando Blackstock perdeu um gol inacreditável, debaixo da trave, batendo no poste. E o gol perdido fez falta, pois aos 50', Steve Davies acertou um belo chute da entrada da área para explodir o Ashton Gate, 1-0. O goleiro Heaton ainda fez milagre em chute de Billy Sharp pouco depois.

E, aos 62', Pearson cobrou falta na cabeça de Marvin Eliiott, que mandou sem chances para Darlow, 2-0. A derrota faz o novo técnico dos Reds, Billy Davies, coçar a cabeça: Foi a 3ª derrota seguida do Forest, que faz o time despencar para a 13ª posição com 41 pontos, bem longe do sonho dos play-offs.

Home ---------------------- Política de Privacidade ---------------------------------------------------------------------------------------------------- Championship Brasil 2019. Todos os direitos reservados ------- Designed by Edmar Assis