Classificação

Por Edmar Assis e Danilo Moraes. Tecnologia do Blogger.

Artilharia

Postado por : Jorge Lima 11/01/2014




Mesmo fora de casa, o Burnley impôs sua força diante de um problemático Yeovil Town e segue no encalço do líder Leicester. Com a dupla Ings-Vokes fazendo a diferença de novo, os Clarets venceram por 2-1 e se mantém na vice-liderança da Championship, 4 pontos atrás dos Foxes.

Precisando desesperadamente da vitória, o Yeovil começou o jogo surpreendendo os rivais com uma boa marcação e algumas boas jogadas de ataque. Mas essa surpresa só durou 20 minutos, pois foi aí que Danny ings apareceu. E fazendo o que faz de melhor. o atacante recebeu com espaço na entrada da área e chutou forte pra abrir o placar, não dando chance para o goleiro Stech.

No segundo tempo, o Yeovil seguia levando a melhor na posse de bola, mas seguia esbarrando na incapacidade de criar chances. mas ainda assim, os Glovers quase empataram no início da etapa final. Joel Grant recebeu na área, mas na hora do chute, foi bloqueado na hora certa por Michael Duff.

Bem mais criativo que o adversário, o Burnley chegou ao segundo gol aos 18 minutos. Duffy mandou a bola pra frente, Marney recebeu e Sam Vokes apareceu pra marcar. O mesmo Vokes teve uma grande chance pra marcar mais um. Mas após receber de Ings, o Galês chutou no meio do gol, nas mãos de Stech.

nos 10 minutos finais, o Yeovil diminuiu com um gol "acidental". Moore cruzou alto pra área, a bola passou por todo mundo e entrou. O yeovil ainda tentou pressionar nos minutos finais, mas nada que mudasse o resultado da partida.

Com o resultado, o Burnley chegou aos 50 pontos, ficando 4 atrás do Leicester e um a frente do terceiro. Já o Yeovil, segue sofrendo na zona da degola. O time segue em penúltimo, e agora a 5 pontos da salvação. A permanência parece cada vez mais improvável.


Com bom segundo tempo, QPR vence o Ipswich e segue no top-3



O QPR voltou a mostrar a força de jogos passados ao derrotar o embalado Ipswich Town em Portman Road. Com uma ótima atuação no segundo tempo, os Hoops venceram por 3-1 e seguem entre os primeiros na tabela.

o Ipswich teve várias chances para tirar o zero do placar no primeiro tempo. Chambers, Cresswell, Hyam e o artilheiro McGoldrick davam muito trabalho à defesa do QPR. Na primeira boa chance do jogo, Chambers conseguiu entrar na área e chutou rasteiro, pra uma grande defesa de ombro de Green. No rebote, Hyam não aproveitou e mandou por cima.

O QPR era pressionado, mas também saía pro jogo. Gary O'Neill era quem mais se destacava, com boa movimentação pelos dois lados. E na melhor chance dos visitantes até então, O próprio O'neil recebeu pela direita e cruzou na medida pra Charlie austin, que cabeceou entre 2 zagueiros, mas o goleiro Gerken estava atento e fez um milagre.

No segundo tempo, o QPR começou bem melhor e abriu o placar logo aos 7 minutos. Em uma boa jogada de Kranjcar, o Croata passou por 2 defensores e chutou com precisão no canto pra fazer o primeiro.

o gol deu ao QPR a tranquilidade que o time precisava para controlar o jogo. Controle que foi confirmado aos 25 minutos, quando Austin chutou de fora da área, o goleiro Gerken não segurou e a bola sobrou pra O'Neil, que ampliou o marcador.

A partir daí, o Ipswich passou a atecar no desespero e desordenadamente, o que deu mais espaço pros Hoops. E com esse espaço, o QPR chegou ao terceiro gol, quando Duune chutou pra frente, o zagueiro Smith se atrapalhou e Traoré apareceu como elemento surpresa pra definir.

Smith ainda tentou se "redimir" descontando de cabeça para o QPR, mas já não havia mais tempo para qualquer reação.

A derrota pôe fim a uma invencibilidade de nove jogos dos Tractor Boys na competição. E de quebra, o time saiu da zona dos playoffs. QPR é o terceiro, na cola do Burnley e ainda tendo o líder em vista.

Home ---------------------- Política de Privacidade ---------------------------------------------------------------------------------------------------- Championship Brasil 2018. Todos os direitos reservados ------- Designed by Edmar Assis