Classificação

Por Edmar Assis e Danilo Moraes. Tecnologia do Blogger.

Artilharia

Postado por : Edmar Assis 17/02/2014


O Nottingham Forest foi ontem até Bramall Lane pegar o Sheffield United para manter a boa fase e se classificar para as quartas de final, pegando um adversário que luta pra não cair na League One. Mas um adversário aguerrido, forte, e motivado pela possibilidade de enfrentar o maior rival. Todos os fatores fizeram com que o Forest sucumbisse após 15 partidas invicto, e os Reds perderam de virada por 1-3, e estão eliminados. O United avança e, se o Sheffield Wed. vencer o Charlton em jogo na semana que vem, teremos o grande clássico de Sheffield valendo nada menos do que uma vaga na semi-final.

Diante de fervorosos 25.000 fãs, o Sheffield, que chegou a essa fase eliminado o Fulham em Londres, viu seu técnico Nigel Clough não cumprimentar seu desafeto Billy Davies, desde seus tempos de Derby Couty, antes do início do jogo. Mas foi o Forest que começou melhor e abriu o placar com Paterson de cabeça aos 28', 9º gol em 8 jogos do bom meia. Os Blades se mandaram depois do gol e obrigaram o goleiro de Vries e fazer grandes defesas. No intervalo, o Sheffield United ficou sabendo que poderia pegar o rival Wednesday nas quartas, e não poderia haver motivação maior.

No segundo tempo, o Forest pecou em não matar o jogo em chutes de Paterson e Reid, que o goleiro Howard defendeu. E fizeram falta. Aos 66', em cruzamento na área, de Vries falhou ao sair mal, e Connor Coady empatou, 1-1. O jogo foi mais tenso a partir do empate, com outras grandes defesas de de Vries e Howard num jogo completamente aberto. Porém, quando o jogo parecia se encaminhar para o replay, Murhpy cruzou na área, Halford tentou tirar de carrinho e meteu a mão na bola, pênalti claro. Na cobrança, Chris Porter bateu bem pra explodir o Bramall Lane, 2-1.

E, logo depois, a festa se transformou em delírio e invasão de campo, quando Murphy puxou contra-ataque e rolou para Porter fazer mais e matar o jogo, 3-1. Festa e classificação histórica dos Blades, que avançam e torcem para encontrarem o grande rival Wednesday, num dos maiores clássicos do mundo, e que não acontece há dois anos.

Brighton bobeia, permite empate no fim e vai para o replay


O Brighton recebeu o Hull tentando garantir vaga na próxima fase pra encarar o Sunderland de seu ex-técnico Gus Poyet, que faz milagres nos Black Cats. O time saiu na frente com Leonardo Ulloa (pra variar), aos 30 minutos, e teve boas chances de matar o jogo. Porém, com um gol de Yannick Sagbo aos 85', os Tigers empataram e forçaram o replay, no KC Stadium, na próxima semana,

Home ---------------------- Política de Privacidade ---------------------------------------------------------------------------------------------------- Championship Brasil 2018. Todos os direitos reservados ------- Designed by Edmar Assis