Classificação

Por Edmar Assis e Danilo Moraes. Tecnologia do Blogger.

Artilharia

Postado por : Edmar Assis 18/09/2014


Demorou, mas aconteceu. No meio da tarde de hoje (18), o Fulham anunciou a demissão por mútuo consentimento do técnico alemão Felix Magath. A saída do treinador era esperada pois o Fulham, que começou a temporada como um dos favoritos ao acesso, está na lanterna da Championship com apenas um mísero pontinho em 7 jogos. O técnico vinha sofrendo enorme pressão da torcida pelos péssimos resultados, pelo elenco que montou e pelas "invenções" na escalação do time, usando vários e vários jogadores sem ter um padrão de jogo. 

Magath chegou ao Fulham no meio da temporada passada, após as demissões de Martin Jol e Rene Meulensteen, com a missão de salvar o clube do rebaixamento após 12 temporadas de até relativo sucesso na Premier League, incluindo um vice-campeonato da Liga Europa. Porém, o Fulham foi rebaixado, e todos esperavam outro técnico para comandar a revolução no elenco. Porém, Magath continuou, causando muitas críticas da torcida para com a direção.

Nessa renovação do elenco, jogadores como Brede Hangeland, Damien Duff, Steve Sidwell e John Arne Riise, que eram líderes e alguns até ídolos dentro do clube foram dispensados, todos ao sair criticando os métodos de trabalho de Magath. Numa reportagem do blog Fulham FC Brasil, Riise afirmou á imprensa que "com a chegada dele (Magath), eles botaram tudo no vaso sanitário. Seus métodos são antigos. Falei com alguns jogadores após a partida contra o Derby (5 a 1 para os Rams). Depois de voltarem a Londres, Magath ordenou uma reunião em equipe às 22h30. Então, na manhã seguinte (que normalmente é dia de folga), os jogadores foram obrigados a correr por uma hora, em seguida, uma outra sessão de treinamento. Não é a maneira de conquistar os jogadores. E os métodos de treinamento são terríveis", revelou o lateral.


Magath montou um time jovem para jogar a Championship, mas também gastou, principalmente na contratação de Ross McCormack, artilheiro da temporada passada que chegou do Leeds por criticados £11 milhões, número bem elevado para os padrões da Championship. Mas, logo no começo, o Fulham saiu de candidato ao acesso pra vexame da temporada até agora, com apenas um empate e SEIS derrotas em 7 jogos na Championship. A situação do treinador ficou insustentável após a derrota de ontem por 5-3 pro Forest, onde o time chegou até a virar o jogo pra 3-2, mas continuou com terríveis falhas defensivas. Magath desceveu a temporada do Fulham como "uma catástrofe" e pediu paciência dos torcedores do clube. 

"Esta é uma mudança lamentável, mas necessária", disse o presidente Shahid Khan. "Eu estou fazendo o que eu sinto que é certo e necessário para o Fulham, por hoje e no futuro."  Ex-Bayern de Munique, Schalke e Wolfsburg, Magath venceu a Bundesliga três vezes, mas venceu apenas quatro jogos durante o seu mandato de sete meses em Craven Cottage, e apenas um nesta temporada, pela Copada Liga, contra o Brentford.  

Quem assume o clube interinamente é Kit Symons, ex-jogador do clube que marcou 14 gols em 129 jogos pelo Fulham durante um período de três anos, entre 1998 e 2001. Sy,ons também trabalha como assistente técnico na seleção do país de Gales, e começa o trabalho duro de reconstruir o Fulham nessa campanha, pelo menos por enquanto, de fuga do rebaixamento, em casa, contra o Blackburn, neste sábado. Tony Pulis, que também é fortemente cotado no Cardiff, que também hoje demitiu Ole Gunnar Solskjaer, é candidato ao cargo. 

Home ---------------------- Política de Privacidade ---------------------------------------------------------------------------------------------------- Championship Brasil 2018. Todos os direitos reservados ------- Designed by Edmar Assis